Número total de visualizações de página

sexta-feira, 23 de abril de 2010

Nos caminhos do rio Águeda

Conhecer os nossos rios não dizê-los de cor - O Minho, o Lima, o Cávado ou a passear o indicador hesitante no mapa - O Tua, o Tua, deve ser por aqui. Conhecê-los mesmo - Cá está ele, não no mapa o indicador, na direcção da água, descer até eles, romper solas e músculos, vê-los, nos pegos a água escura e preguiçosa, límpida e esperta nos seixos, as árvores e o vento na conversa, senti-los, trazê-los para dentro de nós - Irmão rio, como o doce santo de Assis.


2 comentários:

Maria Elisa disse...

PARABÉNS!!!
Excelente documentário!
Excelentes fotografia, música, técnica e divulgação.
Os municípios deverão estar atentos a esta riqueza ambiental e ... a este Autor. Ignorar tantas potencialidades, é um pecado capital.
Planeta Azul

carlos Pires disse...

Concordo com a Maria Elisa. Realmente tens um dom para estas coisas....e eu não te conhecia a arte!
Feliz documentário sobre esta riqueza ambiental (ainda que durante os períodos invernosos tantos estragos traga devido à incúria de alguns.....mas isso é outra coisa)!
Parabéns.